Segurança

Lei muito velha para um mundo muito novo

Alckmin critica lei federal e promete reduzir taxa de homicídios

FONTE: http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI6332104-EI5030,00-Alckmin+critica+lei+federal+e+promete+reduzir+taxa+de+homicidios.html

Aumentar pena para menores de idade é lógico que é uma das soluções de combate a violência. O chato que essa questão só vem para a mesa quando acontece algo que os envolve, como foi a dessa fuga da instituição CASA.
Primeiramente os responsáveis deveriam se preocupar mais com as condições dessas casas de reabilitação. Todos estamos cansados de saber que não passa de uma escola de marginais. Então quando o menor comete um crime acaba ficando marcado para o resto da vida, porque quando chega lá, não encontra um local ideal para recuperá-lo, como deveria ser. Por mais que a gente ache difícil isso acontecer, quando uma criança ou adolescente comete um delito trazê-la de volta para a sociedade é bem mais fácil que alguém que cometeu um crime na fase adulta. Essas casas de recuperação, apesar de ter um nome bonito não passam de miniaturas de presídios.
Um outro problema sério é o limite da idade para ser um infrator, que hoje aqui no Brasil é de 18 anos. Mas com o desenvolvimento social, acesso as informações, com a família, no colégio, na televisão, internet, que na lei é menor, já tem uma responsabilidade social muito grande pelo grande conhecimento já adquirido. Até Jesus Cristo quando completou seus 13 anos foi ao templo assumir sua condição de cidadão judeu.
Toda essa violência que existe não só na cidade de São Paulo, mas também em muitas cidades do Brasil, vem de geração de bandidos criados em antigos centros de reabilitação e formaram grandes grupos criminosos lá. Só estão colhendo os frutos, dessa grande “escola formadora de marginais”.
Todos só cercam esse grande problema, mas ninguém tem coragem de enfrentá-lo. E enquanto isso a bola de neve só cresce.